segunda-feira, 13 de março de 2006

Hoje...

Hoje calhou a mim, não sei bem o que sinto, nem me apetece escrever. Os dias passam, por um lado custam a passar, por outro lado passam pressa a mais, sem acontecimentos de relevo. É como a lune diz, tenho que fazer por isso, tenho que tomar a iniciativa. Mas não sei se aguentaria outra como de há dias. Estou agora sem saber o que fazer. Há uns meses tinha escrito aqui um texto “vazio”, estou quase igual neste momento. Claro, uma parte está resolvida, pelo menos no papel, mas como os meus amigos dizem, das chatices nunca te vais livrar. Já tenho medo quando o telefone toca. Qualquer dia vou emigrar. Ainda hoje disse a alguém, o quê é que ainda estou cá fazendo? Na Alemanha tenho casa e emprego quase garantido, para quê continuar a chatear-me por cá? Mas tenho cá a minha vida. A minha filha, em primeiro lugar! Tenho que acompanhar o mais possível o crescimento dela. Daqui a uns anos não me quero sentir culpado por não ter feito melhor. E claro, ainda e outra vez e sempre, está cá a mulher que amo! Como disse aqui, ontem estava na TV, há muito tempo não a tinha visto tão perto, tão perto e tão longe ao mesmo tempo. Á distância de um toque. Estava linda, maravilhosa. Tem uns olhos que me cativam, uma sensibilidade única. Já estou a sonhar outra vez, mas sinto me bem quando sonho com ela!

8 Comments:

At 13 março, 2006 13:52, Blogger Chico said...

Oh homem... tens que resolver isso. Essa angústia dá cabo de uma pessoa.
Para o melhor ou para o pior, isso tem que ter um fim.
Ou será que és tu que queres perpetuar a ansiedade?

 
At 13 março, 2006 17:36, Blogger Trequita said...

Eu já desisti de dar palpites sobre o teu estado de espírito, és uma pessoa muito complicada, eu sou mais pão-pão queijo-queijo :)
Em relação à tua filha penso que fazes bem em ficar por perto, ela precisa da tua presença...
Em relação aos problemas acho que é geral andamos todos cheios de problemas... eu então! Quando não é a casa é o carro,mais uma conta que chega para pagar ou a família que está comproblemas, ou os amigos...

 
At 13 março, 2006 18:01, Blogger Zig said...

chico:
Pois tenho....
Não quero perpetuar nada, tudo tem um fim!
Um abraço!

trequita:
Eu sei, amiga, sou uma pessoa complicada, mas simples ao mesmo tempo. A tal história das duas faces do meu signo.
Pois, talvez o meu estado de espírito teve a ver com a minha filha, este fim-de-semana só a vi por alguns minutos. Ela precisa de mim, mas eu preciso dela também!
Todos temos problemas, faz parte da vida. Mas tu ao menos não tens problemas emocionais, por isso, a tua "pontaria dos problemas" vira-se para outro lado. Logo explico isso melhor, aliás, é uma filosofia de vida que tenho, vou fazer um post sobre isso, quando estiver melhor!
bjs :)

 
At 13 março, 2006 18:39, Blogger O Restaurador said...

Eu continuo com a minha... O Zig é o alemão mais latino que eu conheço!... Bem sei que aos quarenta a maturidade é outra, mas, sinceramente se ela não quer nada consigo, parta para outra! Aproveite a felicidade de ver a sua filha crescer, de viver numa agradável cidade com os seus amigos verdadeiros, com o excelente trabalho que você faz (acredite que você é útil a muita gente)!!!

Abraço!

 
At 13 março, 2006 21:31, Anonymous Anónimo said...

Doce zig,
Um dia vais arrepender-te...
Beijo terno.

 
At 13 março, 2006 22:05, Blogger RCataluna said...

Todos temos direito a dias menos "inspirados". Acho enternecedor o modo como fala da sua filhota. Só por isso vale a pena ver o blog! Para além de todos os outros artigos que escreve, claro! A última frase do restaurador é mesmo verdade.

 
At 13 março, 2006 22:14, Blogger lune said...

Lindo doi não é..mas por isso mesmo te digo para enfrentares a dor de cabeça erguida logo duma vez, porque depois de enfrentada, irá doer mais mas aí com sentido, e com um fim, morres para renascer, eu também estou com problemas emocionais,estou muito triste também, a pessoa de quem gosto desiludiu-me :(
Mas como eu digo sempre mais vale dar um grito que apresse a agonia a sofrer lentamente, viver a realidade mesmo que doa mas sentindo na pele, a viver uma ilusão que não alimenta senão a mente, eu vou direita ao assunto, com a noção que me irá magoar profundamente, mas aliviada por resolve-la e seguir para outra com o ciclo da vida, e não estar estagnada num sentimento iventado por mim a sós..
Eu sei que irás renascer..
Beijos
Jaci

 
At 14 março, 2006 00:09, Blogger Zig said...

o restaurador:
Disto, do latino, "acusam-me" desde que começava a ter só amigos portugueses, ainda estava eu na Base entre alemães. Adaptei-me ao meio português com extrema facilidade, fiz amizades nesta altura que ainda hoje perduram.
Acerca da minha paixão. O que escrevo aqui é público. Toda a gente o pode ler e eu não me importo de todo, se não, não escreveria. Não sei se ela lê estas linhas, mas as mesmas são mais uma forma de lhe dizer que gosto dela. Que ela é o amor da minha vida, que a amo! Como ela até hoje não se manifestou contrariamente, vou continuar. Claro, um dia terá que acontecer de termos uma conversa. Mas até lá....vou sonhando. É paixão! Entendam-me, por favor!

ana pinheiro:
Talvez. Mas não dou este tempo como desperdiçado. Por amor, faço tudo!

rcataluna:
O meu sonho seria mesmo ter uma casa para poder ficar com a minha filha por mais tempo, para ajudá-la a moldar a sua personalidade. Com o meu divórcio e o cada vez menos tempo passado com ela, parece que vá para um caminho que não gosto muito. Não é um mau caminho, não me entenda mal, mas gostaria que ela seguisse alguns ideais, tal como eu tento a seguir, como por exemplo, a sinceridade e a tolerância.
Estão a falar do meu trabalho? Aplico apenas os meus conhecimentos da melhor forma que sei! Falam do blog? Escrevo apenas o que sinto, o que me vai na alma, mais nada.

lune:
Cada pessoa é diferente. Já gostei de muitas mulheres (bem, também não foram assim tantas!), mas o que sinto por ela, nunca tinha sentido em toda a minha vida. Por isso, vou continuar. O futuro dirá, tudo pode acontecer. Posso sair dessa feliz ou na fossa. Só Deus é que sabe....

 

Enviar um comentário

<< Home