sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Nada entre nós...

...tem o nome da pressa! Pois não, temos muuuito tempo (penso eu...) – mas não é disso que vou agora falar aqui! Certo, já adivinharam. Desloquei-me, sem pressas, à Casa da Cultura para ouvir essa frase, entre tantas outras, num monólogo nada monótono, uma peça de teatro que a certa altura exigia ter uma bolinha vermelha no canto superior no ecrã, neste caso, no palco.

Estou a exagerar, claro. É teatro moderno, dizem. Nada contra. Porém, é raro ver uma peça dos Lendias d’Encantar, não sei bem porquê! É uma situação que vou ter que rever, penso eu (de que), já que é teatro feito por gente de Beja, facto que é sempre de apoiar! O tipo de espectáculos oferecidos por esta companhia pode considerar-se alternativo, mas já sabem, pouco entendo de teatro, o meu “forte” é mais a música, ou espectáculos musicais. Espero apenas que o novo executivo camarário continue a apoiar essas gentes de Beja e que a politiquice que muitas outras gentes querem meter em tudo e mais alguma coisa possa acabar de vez!

Voltando ao espectáculo! Peço desculpas à Ana Ademar, mas não me recordo bem se foi a primeira vez que a vi em palco ou a segunda. Seja como for, penso que ela esteve muito bem! É sabido que os monólogos são das peças mais difíceis de apresentar porque tudo recai numa só personagem, ou melhor, num só actor, neste caso, numa actriz. Esteve muito à vontade nesse palco da Casa da Cultura, mesmo com relativamente pouca gente a assistir. Pouca gente porque optaram por colocar as cadeiras em cima do próprio palco, e assim, o que se perde em número se ganha em intimidade.

Pois foi de intimidades que a Ana falou, de tempos passados, de bons tempos passados que “viraram” pesadelo, de sonhos perdidos e de amores desfeitos. Penso que todos os espectadores se identificaram um pouco com a personagem no palco, todos nós já vivemos situações dessas! Os poucos adereços em palco também ajudaram à concentração ao essencial, que é a actriz e a sua história! E, ao contrário do nosso amigo H, gostei bastante da música vindo de um saxofone soprano, sons que sublinharam na perfeição as palavras da Ana!

Parabéns pelo bom espectáculo que nos proporcionaram!
.

Etiquetas:

6 Comments:

At 31 outubro, 2009 12:18, Blogger H said...

Zig - a história que os Lendias iriam se prejudicados por razões ideológicas, é um boato alimentado por quem quer gerar a confusão ou por razões de mera rivalidade "artística"!
Aliás, se algo se pretende inverter na cultura, são exactamente esses comportamentos!

Sobre a peça, concordo! em relação à musica, quem esteve quarta e sexta gostou...

 
At 31 outubro, 2009 12:55, Blogger Zig said...

H:
Sabes que tenho uma opinião própria sobre a mistura entre política e cultura. Mas agora e aqui vamos falar mas é da peça!

Disseram-me que na quinta-feira fora outro músico a tocar nesse "sax", terá sido essa a razão do teu não gostar? Talvez não saibas, o saxofone é dos instrumentos mais difíceis de tocar, e, se calhar, esse músico não conhecia bem as peças...;)

 
At 31 outubro, 2009 18:08, Blogger H said...

@Zig - Desconhecia! Mas.. se assim foi, compreendo melhor!

E.. concordo contigo: também não gosto da mistura politica e cultura!

 
At 01 novembro, 2009 00:12, Blogger Zig said...

H:

Penso que haja quem goste de misturar, apenas para criar confusões, porque aqueles que realmente gostam da cultura nem ligam à política, peeenso eu de que :)

 
At 01 novembro, 2009 13:02, Blogger moi chéri said...

Obrigada Zig pelas palavras simpáticas e especialmente por teres estado presente. Isso é que é importante, é que se vá ao teatro!

Em relação ao músico, devo dizer-vos que foi sempre o mesmo: João Paulo Courinha. Como sabem o espectáculo era assente em improvisação e tivemos apenas um ensaio antes da estreia, tal como nas outras performances do Ciclo. Quero dizer com isto que, inevitavelmente, todos os dias foram diferentes, porque não havia "marcações" e cada um de nós ia reagindo ao que outro dava. Naturalmente foi diferente porque todos os dias são diferentes.

Obrigada e espero que não percas a vontade de ir mais vezes! ;-)

 
At 01 novembro, 2009 14:47, Blogger Zig said...

moi chéri:

Não tens nada que agradecer, só não te podia dar os parabéns pessoalmente por razões óbvias (loool)

Pois tinham-me dito que seria um músico diferente na quinta-feira, mas sendo esse acompanhamento musical um improviso naturalmente que nem sempre há uma total empatia entre actor e músico. Ainda bem que esse entendimento existiu na sexta-feira!

Sim, certamente que vá ver mais espectáculos vossos, fico à espera por mais :))

bjs

 

Enviar um comentário

<< Home